quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

1 minuto de silêncio contra gordofobia


direto do blog Entre topetes e vinis



modelos plus size protestamEu não ia falar sobre o caso das 4 modelos plus size que fizeram um protesto em Brasília, porque não acredito nessa forma de protesto – tirando a blusa para chamar atenção, reafirmando a associação da mulher plus size com sexo -, mas essa é apenas uma questão pessoal e acho que o protesto é válido, sim, mesmo que tenha sido de uma maneira que eu não faria. No entanto, hoje esse protesto tomou proporções muito maiores ao meu ver – e por isso resolvi escrever sobre ele por aqui.
Um resumo rápido pra você entender: depois que essas 4 moças lindas se sentiram humilhadas em um hotel, quando a recepcionista disse em tom irônico que 2 delas não caberiam em uma cama de casal, elas resolveram fazer um protesto em frente ao Congresso. Claro que a imprensa não deixou passar e se aproveitou da situação para ganhar muita audiência. Até aí, ok. As reportagens ouviram o lado das meninas e apoiaram a causa contra a gordofobia.
O problema é que, depois de aparecerem em diversos jornais, elas saíram na TV e uma pessoa, que aparentemente é da Polícia Militar, escreveu um “pequeno desabafo” xingando as plus size de “saco de toicinho” entre outras frases que nós, gordas, já ouvimos muito. Um ato covarde, que incita claramente violência e dissemina diversos pensamentos preconceituosos. Isso tudo vindo de um P.M. que, teoricamente, está lá para garantir nossa segurança.
A imagem foi apagada do perfil pouco depois, mas tiraram um print
A imagem foi apagada do perfil pouco depois, mas tiraram um print
Não sei se começo pelo “a pior obra de engenharia que Deus lançou” ou pela “solução” incrível que esse ignorante deu de banir gordos de transporte público. Sei que o texto todo é um absurdo sem fim.  Como a gente comentou aqui ele abriu a torneira de asneiras no começo da publicação e não fechou nunca mais, vomitou palavras horrorosas e o pior, ele é uma pessoa instruída, já que tem pouquíssimos erros de português… Pra você ver que IGNORÂNCIA, FALTA DE EDUCAÇÃO E RESPEITO não depende de instrução…

Não sofra calada!

Aí depois desse absurdo a advogada Vanuza Lopes, que não tinha contato com as misses, compartilhou indignada esse print e foi procurada por elas para representá-las no tribunal contra esse homem. “Vamos ingressar com uma ação penal por crime de injúria e difamação e, certamente, pedido de indenização para as próprias modelos”, disse em entrevista ao G1. “Qualquer mulher que se sinta gorda e que tenha se sentido ultrajada pelas agressões pode entrar na Justiça contra ele, porque ele já começa o texto dizendo que a pior obra de engenharia de Deus foi a mulher gorda.”
Mais que merecido, não? A parte interessante dessa história é que, além de gerar o maior auê nas mídias, ainda se esse homem for penalizado de forma justa, como deve acontecer, isso inibirá outros tantos atos iguais ou piores ao dele. É o nosso maior passo em direção ao fim da gordofobia! Imagina só se toda mensagem gordofóbica fosse levada aos tribunais ou, pelo menos, fosse penalizada de alguma forma? Então atos como o desse PM tenderiam a diminuir cada vez mais. Porque é o que eu sempre digo, você não precisa gostar de uma ou de outra coisa, corpo, comida, música, etc, mas TEM SIM que respeitar os outros. Faz parte do convívio em sociedade. Faz parte de ser respeitado também.
Depois de alguma apuração mais afundo, alguns veículos (não sei qual descobriu primeiro) descobriram que esse mesmo cara que compartilhou a mensagem gordofóbica tem uma doença muscular degenerativa. Agora eu queria saber como ele iria se sentir se as pessoas compartilhassem falando que ele é uma falha de Deus, que deveria ficar sem transporte público para ver se seus músculos voltariam a funcionar e um monte de outras baboseiras sem cabimento, iguais às que ele escreveu em seu depoimento.

PSIU!

Na foto, as modelos aparecem com o dedo na frente da boca, com o símbolo de silêncio, meio querendo dizer “sou linda e não quero ouvir seu preconceito” (minha interpretação é essa), mas esse símbolo tomou outras proporções e os internautas começaram a postar fotos com o dedinho na boca em apoio ao ato e contra a gordofobia – esse sim é um tipo de protesto que acho mais interessante, sem um mártir e com a possibilidade de envolver uma nação. O resultado é ÓTIMO e você pode ver com a hashtag#psiu no Instagram. Pesquei umas abaixo, só para ilustrar.





Acho que o que fica dessa história é a esperança de que atos como esse sejam punidos, de que as pessoas se unam contra todo e qualquer preconceito e que apenas parem de achar que a gorda é diferente ou pior só porque usa um tamanho maior de calça… E a reflexão sobre  compartilhamento irresponsável de ideias preconceituosas. Tais pensamentos não deveriam nem existir dentro da cabeça, mas já que existem, as pessoas deveriam se envergonhar e evitar ao máximo colocar pra fora! #fikadik

Então, fica o convite, vamos nos unir para dar um grande PSIU no preconceito e na gordofobia!!! E me conta aí o que você achou dessa história, como você reagiria? Se quiser falar mais, vamos pro meu Face ou no Instagram @ju_romano

Nenhum comentário:

Postar um comentário