quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Pesquisa: Como as mulheres plus size gostariam de ser chamadas

É “curvilínea” ou “plus size”. Entendeu? A loja virtual Sonsi realizou uma pesquisa sobre qual expressão de marketing seria a preferida entre mulheres que usam tamanho G e acima, e essa foi a resposta mais frequente. Outras perguntas se referiram à imagem do corpo, influências de moda e itens essenciais do guarda-roupa, e os resultados mostraram que imagem as mulheres gordinhas têm de si.  




“Sentimos que, embora o movimento plus size tenha feito muito progresso nos últimos anos, ainda há coisas impedindo que as mulheres encontrem a fashionista dentro de si mesmas”, disse a diretora de e-commerce da Sonsi, Kristin Mongello, ao Yahoo. Ela nos contou também que uma pesquisa adicional on-line, o Curvy Quotient Test, acabou de ser lançada para ajudar as mulheres a determinarem qual o estilo com o qual se sentem mais confortáveis. 


Para a pesquisa, a Sonsi entrevistou mil mulheres. Uma das descobertas mais interessantes é que embora a grande maioria das mulheres plus size (85%) acredite que a beleza dos corpos está em diversas formas e tamanhos, menos da metade (49%) diz que se orgulha das próprias curvas. Para Mongello, isso demonstra uma falta de confiança entre as mulheres plus size.
Angela O’Riley, modelo plus size da Ford, stylist e consultora de moda, disse ao Yahoo que não ficou surpresa. “A moda está no subconsciente. Desde muito jovens, somos acostumadas a folhear revistas de moda, mas ninguém se parece conosco. Então nos sentimos excluídas, e entramos num círculo vicioso de baixa auto-estima”, diz O’Riley. “Fazer roupas é um estudo psicológico”.





Em relação às terminologias, 28% das mulheres entrevistadas dizem preferir o termo “curvilínea”, principalmente porque são as curvas que ajudam a definir quem elas são.

“Eu prefiro ‘curvilínea’ também”, diz O’Riley. “Tem uma conotação positiva. Se você usa essa palavra para descrever uma amiga, não importa que tamanho ela use, você logo pensa ‘Ah, ela é gostosa!’. É algo que dá poder à mulher, em vez de a diminuir.” Marie Denee, editora da Curvy Fashionista, contou ao Yahoo que sua descrição favorita muda de acordo com quem ela fala. A pesquisa, segundo ela, foi uma ferramenta valiosa para ultrapassar as presunções da indústria. “Se você fizer a mesma pesquisa com mulheres mais magras, vai encontrar semelhanças. Sempre existem as ousadas, as conservadoras, as normais, e as amantes da alta costura”, disse ela. “A questão é a variedade. A mulher plus size não tem um estilo monotemático, como pensam as lojas de departamento e varejistas”. 



Veja outros resultados reveladores da pesquisa:
• Tendências: embora 26% tenham se identificado como mulheres sempre dispostas a comprar a última tendência, 21% disseram que esperam para ver como as amigas ficam com essas roupas antes. E 54% disseram que não seguem tendência nenhuma, das quais 43% disseram que o conforto vem sempre em primeiro lugar. 


• Elegância: as entrevistadas tiveram opiniões conflitantes sobre se vestir para grandes eventos. Enquanto 44% disseram que sempre encaram um casamento, festa ou encontro com as amigas como uma oportunidade de exibir suas curvas, a mesma porcentagem admitiu que “pena para achar uma roupa, mas faz o melhor para conseguir algo adequado à ocasião”. E 13% disseram que pegam qualquer coisa do guarda-roupa e esperam que ninguém repare nelas.

  Influências de moda: a maioria das mulheres disse que encontra inspiração em mulheres que se parecem com elas, com as amigas e parentes curvilíneas no topo da lista (30%). Depois vieram as mulheres ícones (21%), páginas dedicadas à mulher plus size em revistas de moda (19%), blogueiras (13%), e desfiles de moda plus size (13%).

fonte: Yahoo

Projeto fotografa mulheres reais

A Há Vida de Além dos Padrões da Beleza feminina estabelecidos Pela moda!  Muitas Vidas e Muita Beleza.  E irrepetível Original.  Nesse belo e alegre Ensaio vemos Mulheres reais mostrando SUAS Belezas, de amor proprio ea positividade sobre o Corpo feminino.  Como FOTOGRAFIAS São fazer o projeto Nu Que sai Pelo Mundo registrando CADA Vida, História, corpo, de amor e triunfo dessas lindas Mulheres.  Para Participar do Projeto E, para Clicar aqui: http://www.thenuproject.com/participate "La Belleza (de las cosas) existe en el espíritu de quien las contemplação" D. Hume fonte: Revista Namaste
Há Vida de Além dos Padrões da Beleza feminina estabelecidos Pela moda! Muitas Vidas e Muita Beleza. E irrepetível Original. Nesse belo e alegre Ensaio vemos Mulheres reais mostrando SUAS Belezas, de amor proprio ea positividade sobre o Corpo feminino.
Como FOTOGRAFIAS São fazer O Projeto Nu Que sai Pelo Mundo registrando CADA Vida, História, corpo, de amor e triunfo dessas lindas Mulheres.
Para Participar do Projeto E, para Clicar aqui: http://www.thenuproject.com/participate
"La Belleza (de las cosas) existe en el espíritu de quien las contemplação"
D. Hume

Dica de estilo com Fluvia Lacerda

Olá meninas!
Sabemos que muitas de vocês ainda tem dúvidas na hora de escolher  alguma peça.
modelo plus size Fluvia Lacerda ensina os truques que usa na hora de escolher suas peças e os segredos para criar looks sempre chiques e estilosos.
Confira:






Adoramos!
Imagem: reprodução
Fonte: MdeMulher

25 dicas de bem vestir


Oi meninas!
Sabemos que  muitas de vocês ainda tem dúvidas na hora de escolher um look, não é mesmo? Que modelo e cor pode não usar e essas coisas..
Nós somos a favor de usar o que nos faz bem, o que nos agrada, independente se a moda “permitir” ou não.Claro que existe um modelo ou outro que não vai ficar bem para o nosso tipo de corpo.
As consultoras Manu Carvalho, Chris Fancini e Isabella Fiorentino deram algumas dicas para a Veja SP que resolvemos reproduzir aqui no blog.

“Gordinhas podem usar tudo que a moda tem. Ela é pra todos”, afirma Manu. Isabella, que também é consultora completa: “Ao contrário do que dizem, elas não precisam ser reféns do preto, podem abusar de outras cores também.”

* Confira quais as melhores combinações para valorizar a silhueta Plus Size:

Roupas
- Casacos abertos e golas pontudas criam linhas na frente do corpo e alongam a silhueta.
- Abuse dos decotes em V, pois eles valorizam o colo.
- Evite blusas muito fechadas e gola rolê.
- Prefira o tom mais forte de qualquer cor que desejar usar. Afina a silhueta.
- Use roupas bem ajustadas. O ideal é que fique a um centímetro do corpo. Peças muito largas reforçam a impressão de sobrepeso, assim como as exageradamente justas.
- Opte por tecidos foscos. Os brilhantes fazem a roupa parecer mais volumosa.
- Troque as peças com texturas por outras lisas, que disfarçam melhor os quilos a mais.
- Evite roupas com listras na horizontal, pois elas mostram as circunferências da barriga e do quadril, ou seja, engordam. Se quiser muito usar uma blusinha estilo marinheiro, uma dica é colocar um casaquinho ou um cardigã aberto por cima.
- Se você tiver culote, evite calças risca de giz. As linhas formam dois “parênteses” no quadril e chamam atenção para essa parte do corpo.
- Saias e calças com pala maior são boas opções, pois comprimem a barriga. Evite os modelos com elástico.
- Evite vestidos de modelo frente-única, que deixam as gordurinhas das costas à mostra. Prefira modelos de tecidos mais grossos e estruturados, ou seja, com forros e recortes para dar firmeza ao busto e à barriga.
- Escolha blusas de alças largas (para usar com sutiã) e cava bem próxima à axila para segurar a gordurinha.
- Tome cuidado com pantalonas, que deixam a silhueta quadrada, assim como as calças de modelo skinny, que engordam. O ideal é usar as mais ajustadas no quadril com leve abertura a partir do joelho. A dica para alongar a perna é deixar a barra a um centímetro do chão.
Tome cuidado com roupas que já tenham volume. Elas não são proibidas, mas podem valorizar uma área que você deseja esconder. Por exemplo, uma gordinha com bastante bumbum e pouco ombro pode usar ombreiras e mangas bufantes, mas não deve usar saias balonês.
- Aposte em looks monocromáticos (inclusive o sapato), que alongam a silhueta.
- Se a ideia é usar peças de cores diferentes, procure escolher uma composição em que a parte de cima e a de baixo não contrastem muito. Uma dica é criar o efeito com a parte de dentro e a de fora. Por exemplo, uma blusinha creme e um casaco azul-marinho.
- Estampas saltam aos olhos. Pessoas com muito seio, braços gordinhos e pernas finas, por exemplo, podem apostar em calças estampadas e blusinhas lisas de cor escura.
- Escolha estampas de tamanho médio com cores sem muito contraste e desenhos pouco espaçados. Se o tecido tiver muitas cores, a melhor opção é o de fundo escuro.
- Evite usar calça legging porque o bumbum fica muito à mostra e marca demais as pernas. A peça fica ainda mais perigosa quando é usada com um camisetão branco comprido, pois dois blocos serão formados. O ideal é subir um pouco a blusa e usar um casaquinho ou uma echarpe.
- Invista em bons tecidos, que fazem toda a diferença no caimento da peça. Uma malha muito fininha pode evidenciar o que devia esconder.
- Sempre que puder, use uma cinta modeladora, que dá uma postura melhor, comprime tudo e deixa a mulher mais segura. Além disso, esconde aquela gordurinha das costas que costuma saltar do sutiã
 

 Sapatos e acessórios
- Evite sandálias de saltos e tiras finas, que dão a impressão de que a pessoa não vai se equilibrar. O ideal são os modelos pesados, com saltos mais grossos, peep toes e scarpins com bico médio (nem muito pontudo nem arredondado).
Aposte em colares compridos, que alongam a silhueta.
- Mulher com quadril muito largo e seios grandes deve evitar bolsas muito pequenas, que ficam desproporcionais.
- Escolha bolsas médias coladas ao corpo, na altura da cava da roupa. Evite as que ficam no quadril, pois elas aumentam o volume na região.
 
Imagem: reprodução
F0nte: Veja SP

Como combinar looks com short no verão

O short é uma opção perfeita! Versátil (você pode usar com rasteirinhas e salto) ele é uma peça  confortável, fashion e fresquinha, ideal para os dias mais quentes do ano.
Pensando nisso trouxemos alguns looks para se inspirar. Confira:




Se seu ambiente de trabalho não exige roupas tão formais, você pode usar o short até para trabalhar. A dica é combinar com blusas mais comportadas e blazers e sapatos com salto, como o scarpin, por exemplo.



Aqui na Plus Size você encontra diversas opções de shorts jeans e de sarja. Venha conferir!!
Imagem: reprodução

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Fotógrafa cria imagens chocantes para questionar padrões de beleza

Muitas mulheres vivem às voltas com os padrões de beleza imposto pela mídia. A fotógrafa Sheila Pree Bright resolveu confrontá-los unindo realidade e fantasia, em uma série de fotos chocantes. Para isso, ela combina imagens de corpos reais com os de bonecas. Sheila é autora da série Plastic Bodies, que atualmente faz parte da mostra de arte itinerante Posing Beauty in African American Culture. O foco principal da artista são as mulheres da raça negra e os seus complexos. A ideia por trás da iniciativa, segundo Sheila, é confrontar os conceitos americanos do "corpo feminino ideal", que estariam exemplificados nos comerciais e no conceito de que "imagem é tudo". "O corpo feminino se tornou a réplica de uma boneca, e a essência da beleza natural na cultura popular americana foi substituída por uma fantasia", diz a artista










domingo, 24 de novembro de 2013

Loja plus size faz campanha e clientes publicam fotos de lingerie

O objetivo da campanha "Mulheres Normais" é discutir o padrão das modelos plus size e enfatizar a beleza sem Photoshop


A empresária Chrystal Bougon, dona da loja de lingerie plus size Curvy Girl, dos Estados Unidos, lançou uma campanha na internet chamada Regular Women (Mulheres Normais, em português). Ela pede que clientes publiquem fotos usando lingerie

Modelo Plus Size: Velvet D'Amour

Considerada gorda com 54 kg, mulher vira modelo plus size com 136 kg

Aos 38 anos, ela desfilou para John Galliano e Jean Paul Gaultier

 Foto: Reprodução

 Reprodução


A americana Velvet D'Amour, de 46 anos, tentou ser modelo quando tinha 21 anos, mas foi rejeitada por ser considerada acima do peso aos 54 kg. Aos 38 anos e com 136 kg, tornou-se modelo plus size, desfilou para John Galliano e Jean Paul Gaultier e chegou a posar para a Vogue francesa. Na segunda-feira (18), lançou a quarta edição da sua revista, Vol Up 2, que tenta incentivar as mulheres a ter orgulho de seus corpos. Os dados são do jornal Daily Mail.
“As mulheres que temos como ícones de beleza não são felizes. E, se elas não são felizes, quem está feliz? As mulheres mais velhas são excluídas. Diferentes etnias nunca são mostradas”, disse Velvet, que agora vive em Paris, França.
Quanto tentou ser modelo aos 21 e foi cortada da lista devido ao seu peso, passou a estudar fotografia. “Não estava me sentindo bem com meu corpo e estava fotografando mulheres que eram o ideal de beleza. E eu pensava ‘elas não estão felizes com elas mesmas’ e isso foi uma enorme revelação”, disse.
Quando a primeira agência francesa de modelo plus size abriu, a Agence Plus, mostrou seu trabalho como fotógrafa e incluiu fotos em que posava, o que lhe rendeu o trabalho de modelo. “Foi altamente irônico eu assinar aos 38 anos e com 136 kg.”
Depois de se tornar conhecida, conseguiu papel em uma comédia de humor negro francês e participou de um reality show. Muitas pessoas a criticaram por “promover a obesidade”, mas ela insiste que é saudável e não tem problemas de colesterol ou pressão elevada.
fonte: Terra

Visagismo: Como adequar a sua aparência a sua personalidade





Ir ao salão pode ser uma missão complicada. Por mais que a gente escolha um corte ou uma maquiagem e leve referências, às vezes o responsável pinta e borda na nossa beleza do jeito que melhor lhe convém. Mas, se o profissional tiver conhecimentos de visagismo, e souber identificar o tipo de beleza, ele pode estar fazendo um favor ao não fazer o que pedimos.
Getty Images
Em sentido horário: Angelina Jolie é um exemplo de beleza colérica. Kirsten Dunst é fleumática. Rooney Mara é melancólica, e Rihanna é sanguínea. Com qual você se identifica mais?

O visagismo é uma teoria criada pelo cabeleireiro e maquiador francês Fernand Aubry, e tem como objetivo harmonizar a beleza externa à personalidade das pessoas. No Brasil, um dos principais entusiastas da teoria é o artista plástico anglo-brasileiro Philip Hallawell, autor do livro “Visagismo | Harmonia e estética” (Editora Senac).
Hallawell adequou os arquétipos de personalidade definidos pelo psicanalista Carl Jung à estética. Como resultado, os tipos de beleza foram classificados em quatro tipos: sanguínea ; fleumática ;colérica e melancólica .
As pessoas de beleza sanguínea são enérgicas, extrovertidas e positivas. Apresentam traços inclinados no rosto, nas roupas e no cabelo. A cor dessas pessoas é o amarelo e a forma, o triângulo.
Já as fleumáticas são pessoas calmas, tranquilas e fechadas. O rosto, as roupas e os cabelos têm linhas arredondadas e a aparência é lânguida. Sua cor é o roxo e sua forma, o círculo.
As coléricas têm personalidade e temperamento forte, são determinadas e de atitude. Caracterizam-se pelas linhas retas e grossas. A cor é o vermelho e a forma é o retângulo.
E, por fim, as melancólicas são pessoas sonhadoras, introvertidas, criativas e atenciosas. As linhas dessa beleza são finas, verticais e onduladas. Sua cor é azul e a forma é oval.

BELEZA SANGUÍNEA: a modelo Gisele Bündchen, sempre extrovertida e positiva

BELEZA SANGUÍNEA: a atriz Mariana Ximenes

BELEZA SANGUÍNEA: a cantora Madonna

BELEZA FLEUMÁTICA: a atriz Scarlett Johansson, sempre calma e lânguida - já reparou no tom de voz dela?

BELEZA FLEUMÁTICA: a atriz Kristen Stewart, que é fã da cor roxa na maquiagem

BELEZA FLEUMÁTICA: a atriz Julie Andrews.

BELEZA COLÉRICA: a atriz Angelina Jolie, famosa por ser uma pessoa de atitude.


BELEZA COLÉRICA: a atriz Rachel Weisz, que tem traços fortes e marcantes.

BELEZA COLÉRICA: a atriz Paolla Oliveira

BELEZA MELANCÓLICA: a atriz Liv Tyler, dona de um lindo rosto oval. 

BELEZA MELANCÓLICA: a atriz Nicole Kidman, com traços ovalados e linhas finas.

BELEZA MELANCÓLICA: a atriz Emma Thompson. 
“Mas sua beleza pode ser classificada em mais de uma dessas categorias”, ressalta Hallawell. “A atriz Meryl Streep, por exemplo, tem características equilibradas entre os quatro tipos, e talvez por isso consiga interpretar personagem tão diferentes com tanta facilidade”.
Quando uma pessoa de beleza melancólica vai ao salão e pede um cabelo vermelho e volumoso, por exemplo, pode ter uma crise de identidade. Esse cabelo, típico dos coléricos, atrai atenção demais, o que sobrecarrega a introvertida melancólica. Um exemplo de mistura de tipos de beleza é o de Wanessa Camargo. Recentemente a cantora pintou as madeixas de vermelho e fez um corte reto, liso. Assim, ela misturou uma cor colérica a uma forma tipicamente melancólica. E a beleza natural de Wanessa é sanguínea. A transformação de visual causou estranhamento, pois as belezas não estavam em harmonia.
Com cuidado, porém, é possível misturar características de um ou outro tipo de beleza. “Uma pessoa que trabalha com comunicação, por exemplo, deve passar uma imagem extrovertida. Se for melancólica, nós podemos fazer um cabelo ou maquiagem que traga mais energia por meio de traços sanguíneos”, explica o visagista Marcelo Marcondes, do salão MM Hair Salon.
Mesmo assim, Hallawell e Marcondes destacam que isso só funciona para criar personagens de nós mesmos e que anular nossa essência é arriscado.
Além dos cabelos e maquiagens Embora muita gente associe o visagismo a cabelos e maquiagens, as roupas, acessórios e até os dentes também podem seguir a teoria. Para o cirurgião-dentista José Milton Marasca, entender melhor como as linhas e formas refletem a personalidade é fundamental para um trabalho bem executado. "Ninguém é igual ao outro", ele conta, "por isso não existe um molde de sorriso perfeito".

Marasca conta um caso bastante ilustrativo sobre como o sorriso é fundamental na mensagem que passamos aos outros: "Minha paciente era dona de uma firma de segurança que, depois de ficar viúva, teve de cuidar do negócio sozinha", ele relata. Como a paciente em questão estava em uma posição de autoridade em um ambiente masculino, Marasca lhe deu caninos levemente pontiagudos. "Esse tipo de sorriso, colérico, está inconscientemente ligado a uma figura de liderança", justifica.
      fonte: Delas